top of page

Concurso DPE-MG: banca definida! Mais de 300 vagas!




A Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep) será a banca organizadora do próximo concurso para a Defensoria Pública de Minas Gerais (DPE-MG).


Serão ofertadas 315 vagas para Técnico e Analista da Defensoria, de níveis médio e superior de escolaridade.


Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetiva, discursiva e de títulos.


A divisão das vagas será a seguinte:


  • 233 cargos vagos de técnico

  • 82 cargos vagos de analista


As remunerações são atrativas. Veja:


  • Técnico: 30 horas semanais: Inicial de R$2.300,00 a R$9.486,35 (ao final da carreira);

  • Técnico: 40 horas semanais: Inicial de R$1725,00 a R$7.114,77 (ao final da carreira);

  • Analista: 30 horas semanais: Inicial de R$4.150,00 a R$17.116,68 (ao final da carreira);

  • Analista: 40 horas semanais: Inicial de R$3.112,50 a R$12.837,51 (ao final da carreira).


A seleção para o quadro administrativo está em estudos desde 2020.


Confira os detalhes do concurso:





Situação atual


A comissão do concurso DPE-MG foi formada em janeiro de 2023.


Em 14 de abril, o extrato de contrato com a banca organizadora foi divulgado!


O próximo passo será a publicação do edital de abertura.


Remuneração


O regulamento do concurso DPE-MG afirma que a remuneração ofertada terá como base a Lei nº 22.790, de 27 de dezembro de 2017.


Desta maneira, as remunerações podem varias a depender da carga horária de cada cargo.


  • Técnico: 30 horas semanais: Inicial de R$2.300,00 a R$9.486,35 ao final da carreira;

  • Técnico: 40 horas semanais: Inicial de R$1725,00 a R$7.114,77 ao final da carreira;

  • Analista: 30 horas semanais: Inicial de R$4.150,00 a R$17.116,68 ao final da carreira;

  • Analista: 40 horas semanais: Inicial de R$3112,50 a R$12.837,51 ao final da carreira.


Previsão de vagas


Serão ofertadas 315 vagas para Técnico e Analista da Defensoria, de níveis médio e superior de escolaridade.


Requisitos do cargo


Técnico: Nível médio;

Analista: Nível superior, poderão ser exigidos formação especializada e registro profissional.


Atribuições dos cargos


Analista da Defensoria Pública (Nível Superior)


Desempenhar funções auxiliares necessárias ao cumprimento das finalidades institucionais da Defensoria Pública e à gestão administrativa, financeira, orçamentária e de pessoal, como o exercício de atividades nas áreas de psicologia, medicina, assistência social, pedagogia, agrimensura, contabilidade, jurídica, estatística, planejamento, recursos humanos, logística, licitações, patrimônio e almoxarifado, engenharia, infraestrutura, informática, marketing, comunicação, eventos, dentre outras, desde que compatíveis com o seu grau de escolaridade.


Técnico da Defensoria Pública (Nível Médio)


Realizar atividades que envolvam o suporte técnico e administrativo, documentação, informação jurídica, gestão de material e patrimônio, levantamento de dados, a elaboração de relatórios, expedição e arquivamento de documentos e correspondências, atendimento ao público interno e externo, transporte de documentos e processos, a realização de trabalhos que exijam conhecimentos básicos e/ou específicos de informática e outras atividades de mesma natureza e grau de complexidade que venham a ser determinadas pela autoridade superior.


Etapas e provas


Prova Objetiva de Múltipla Escolha

  • Analista: 80 (oitenta) questões;

  • Técnico: 70 (setenta) questões.


Prova Discursiva: somente para Analista.


Resumo do concurso


  • Situação atual: banca definida!

  • Banca organizadora: Fundep

  • Cargos: Técnico e Analista

  • Escolaridade: médio e superior

  • Vagas: 315

  • Remuneração: de R$2.300,00 a R$4.150,00

  • Regulamento DPE-MG: clique abaixo:


dpe-mg-regulamento - bravo-concursos
.pdf
Fazer download de PDF • 1.05MB










Comments


bottom of page