top of page

Concurso Polícia Penal GO: edital até junho?



As tratativas para a realização do novo concurso da PP-GO estão a todo vapor.


O Diretor Geral de Administração Penitenciária afirmou que um novo edital do concurso Polícia Penal GO deve ser ofertado no primeiro semestre de 2023, ou seja, até junho!


As informações foram divulgadas pelo Ministério Público goiano em resposta a uma denúncia feita por um cidadão, alegando que o concurso ''se encontra parado sem nenhuma manifestação''.


A comissão já está formada e o edital deve ser publicado em breve.


Vale lembrar que a comissão de planejamento da seleção para o concurso da PP-GO já foi formada!


Além disso, no cronograma divulgado, era prevista uma data para a realização do Curso de Formação: dezembro de 2023.


A boa notícia é que há previsão de serem ofertadas mais de 2000 vagas.


Conforme o último edital, não era exigido limite de altura e nem de idade. Desta forma, o candidato (a) deve possuir 18 anos na data da posse.


A escolaridade exigida será a de nível superior.


A remuneração inicial é de R$ 5.388,20 (padrão I da 3ª classe). Ao final da carreira, o valor pode chegar a até R$ 13.245,65 (valor da classe especial).


Confira os detalhes do concurso:





Situação atual


A comissão responsável para a realização do concurso da PP-GO já foi formada!


Com esta informação, a expectativa é de que o edital seja publicado no primeiro semestre de 2023.


Recentemente, o Ministério Público de Goiás (MPGO) reforçou a necessidade de o Estado realizar um novo edital para policiais penais.

O MPGO recomendou um novo certame, além de solicitar a convocação de mais de 400 candidatos aprovados no último concurso.


O Ministério Público ainda indicou o desligamento de servidores contratados de forma temporária.


Remuneração


Na atualidade, um Policial Penal do Estado goiano recebe o montante de R$ 5.388,20 (padrão I da 3ª classe).


Ao final da carreira, o valor pode chegar a até R$ 13.245,65 (valor da classe especial).


Previsão de vagas


A previsão é que sejam ofertadas mais de 2000 vagas.


Atribuições do cargo

  • receber e orientar presos quanto às normas disciplinares, divulgando os direitos, deveres e as obrigações, conforme normativas legais;

  • revistar presos e instalações; prestar assistência aos presos e internados, encaminhando-os para atendimento nos diversos setores sempre que se fizer necessário;

  • verificar as condições de segurança comportamental e estrutural, comunicando as alterações à chefia imediata; acompanhar e fiscalizar a movimentação de presos ou internos no interior da unidade e adjacências; realizar escolta de presos em deslocamentos locais e interestaduais, bem como custodiá-los em unidades de saúde, órgãos judiciais, órgãos públicos e privados, sejam municipais, estaduais ou federais; observar o comportamento dos presos ou internos em suas atividades individuais e coletivas;

  • não permitir o contato de presos ou internos com pessoas não autorizadas; revistar toda pessoa, autoridade civil ou militar, com exceção das autorizadas previstas em lei, e veículos previamente autorizados ou não, que pretendam adentrar ou que tenham adentrado ao estabelecimento penal e (ou) suas imediações e outras tarefas;

  • dentre outras.


Requisitos do cargo


Para ingressar no cargo é preciso ter diploma de conclusão de curso de nível superior em qualquer área de formação, inclusive curso superior sequencial, devidamente registrado, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação.


Último concurso


O último concurso foi organizado pela banca Iades. Na ocasião, foram ofertadas 500 vagas para a carreira, que exige o nível superior de formação em qualquer área.


Os candidatos foram avaliados por meio das seguintes etapas:

  • a) prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizada pelo IADES;

  • b) prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizada pelo IADES;

  • c) avaliação médica, de caráter eliminatório, a ser realizada pelo IADES;

  • d) avaliação da equipe multiprofissional, de caráter eliminatório e exclusiva para os candidatos que se declararam com deficiência, a ser realizada pelo IADES;

  • e) avaliação física, de caráter eliminatório, a ser realizada pelo IADES;

  • f) avaliação psicológica, de caráter eliminatório, a ser realizada pelo IADES; e

  • g) investigação social, de caráter eliminatório, a ser realizada pela DGAP

Resumo do concurso

  • Situação: comissão formada

  • Banca: a definir

  • Vagas: 2000 (previstas)

  • Cargo: Policial Penal

  • Escolaridade: nível superior

  • Limite de idade: basta ter 18 anos

  • Limite de altura: não exige limite mínimo de altura

  • Carteira de habilitação: não

  • Remuneração: R$ 5.388,20

  • Clique aqui e tenha acesso ao último edital.





Comentários


bottom of page