top of page

Concurso para efetivos do IBGE é autorizado! Confira!


Solicitação de concurso foi encaminhada ao Governo Federal


Um novo concurso para efetivos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi autorizado pelo Governo Federal.


Serão ofertadas 895 vagas. Do total, 300 vagas são para candidatos de nível médio.


A denominação dos cargos será divulgada posteriormente.


O próximo passo será a escolha da banca organizadora.

O aval foi dado pela ministra Esther Dweck, responsável pela pasta da Gestão e Inovação (MGI).


A ministra já havia confirmado essa autorização.


“Tem um concurso grande do IBGE que ainda estamos fechando e estou tentando fazer um pacote de ministérios. (…) Os ministérios de Educação, do Planejamento e do Trabalho estarão na segunda leva, inclusive o do IBGE”, afirmou a ministra, recentemente.


E para quem sonha com a carreira, existe mais um atrativo: os vencimentos para os cargos do Instituto tiveram um reajuste de 9%.


Com isso, a remuneração ficará ainda mais interessante. Caso se confirme os cargos abaixo, um técnico receberá o montante de R$ 3.677,27; enquanto que um pesquisador recebe R$ 9.389,06. Veja:


  • R$8.488,47 (analista)

  • R$9.389,06 (pesquisador)

  • R$3.677,27 (técnicos).


Interessante observar que estes valores não contemplam o auxílio alimentação.


Confira os detalhes do concurso:




Situação atual


Um novo concurso para efetivos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi autorizado pelo Governo Federal.


O anúncio foi feito pela ministra Esther Dweck, responsável pela pasta da Gestão e Inovação (MGI).


O próximo passo será a escolha da banca organizadora.


Remuneração


As remunerações, caso se confirme os cargos, serão de

  • R$8.488,47 (analista)

  • R$9.389,06 (pesquisador)

  • R$3.677,27 (técnicos).


Os servidores ainda fazem jus ao auxílio alimentação no valor de R$ 658,00.


Previsão de vagas


Serão ofertadas 895 vagas. Do total, 300 vagas são para candidatos de nível médio.


Atribuições dos cargos*


Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas: As atribuições para o cargo de Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas A I são voltadas para o suporte e o apoio técnico especializado às atividades de ensino, pesquisa, produção, análise e disseminação de dados e informações de natureza estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental; conforme estabelecido no artigo 71, inciso III, da Lei nº 11.355, de 19 de outubro de 2006.

Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas: atividades especializadas de produção, análise e disseminação de dados e informações de natureza estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental.

Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas: exercício de atividades administrativas e logísticas relativas ao exercício das competências institucionais e legais a cargo do IBGE.

Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas: atividades especializadas de ensino e pesquisa científica, tecnológica e metodológica em matéria estatística, geográfica, cartográfica, geodésica e ambiental.


*Os cargos ainda serão confirmados pelo governo.


Requisitos do cargo


Conforme os últimos editais, os requisitos para os cargos eram de:


  • Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas: certificado de conclusão do Ensino Médio (antigo 2º grau), expedido por instituição de ensino devidamente reconhecida pelo MEC.

  • Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas e Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas: diploma de nível superior em áreas específicas, conforme determinado no edital.

  • Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas: diploma de nível superior, em nível de graduação e de pós-graduação stricto sensu, em nível de mestrado


Etapas e provas


Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas:


A seleção dos candidatos para o cargo de Técnico em Informações se deu por meio de uma Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com duração de 4 horas (13h às 17h).


A etapa foi composta por 60 questões de múltipla escolha e, com 05 alternativas e apenas uma resposta correta.


  • Língua Portuguesa – 20 questões

  • Geografia – 15 questões

  • Matemática – 15 questões

  • Conhecimentos sobre o IBGE – 10 questões


Foi considerado habilitado o candidato que, cumulativamente, acertasse, no mínimo, 40% do total da prova; e acertasse, no mínimo, 1 questão de cada disciplina.


Para os demais cargos:


  • Provas Objetivas, de caráter eliminatório e classificatório;

  • Prova Discursiva, de caráter eliminatório e classificatório, para Analista – Área de Conhecimento de Análise de Sistemas/Desenvolvimento de Sistemas;

  • Prova Prática, de caráter eliminatório e classificatório, para Analista – Área de Conhecimento de Design Instrucional e para Tecnologista – Área de Conhecimento de Programação Visual/Webdesign.


A Prova Objetiva para os cargos de Analista e Tecnologista tiveram 4 horas de duração (13h às 17h), EXCETO para Analista – Área de Análise de Sistemas/Desenvolvimento que teve 5 horas (13h às 18h), juntamente com a Prova Discursiva.



Último concurso


O último edital do concurso IBGE para preenchimento de pessoal no quadro efetivo teve edital de abertura publicado em 2015 e o vencimento ocorreu em 10 de maio de 2018.


A Fundação Getúlio Vargas — FGV foi a organizadora do concurso público que ofertou 600 vagas para cargos de níveis médio e superior.


Importante lembrar que todos os aprovados dentro das vagas foram nomeados.


Resumo do concurso


  • Situação atual: concurso autorizado.

  • Banca organizadora: a definir

  • Cargos: técnico e analistas

  • Escolaridade: médio e superior

  • Vagas: 895

  • Remuneração: de R$ 3.677,27 a R$ 9.389,06, a depender do cargo.

  • Edital para técnico: clique aqui

  • Edital para analista: clique aqui



Comments


bottom of page